Blog

Cultivo à distância

Cultivo à distância

As hortas certamente não crescem sozinhos, e os cultivos internos requerem muito mais atenção e cuidado do que os externos, que têm o sistema de suporte embutido da Mãe Natureza. A agricultura interna é um hobby exigente que consome muito tempo e dinheiro, pode adicionar trabalho à sua vida já ocupada e alterar drasticamente seu estilo de vida tranquilo. Isso vai causar estresse, tomar decisões difíceis e muito espaço em sua casa. Os rituais diários, semanais e mensais podem parecer fardos, mas a recompensa vale a pena a quantidade de esforço que você fará.

Para ajudar a arcar com parte do fardo, muitos produtores automatizam o processo até certo ponto, diminuindo a carga de trabalho e permitindo que seus jardins prosperem. Os avanços na tecnologia permitiram que você deixasse seu jardim interno por semanas a fio, ou enquanto tivesse um trabalho exigente de tempo integral, e retornasse a um ambiente de cultivo estável com maior produtividade. Isso significa menos preocupação com o tempo, menos estresse e melhor eficiência e desempenho geral. Mais retorno para seu investimento, se você quiser.

Embora nada possa substituir o monitoramento constante e a interação que vem sob a orientação da mão humana, uma sala de cultivo automatizada pode reduzir o compromisso de tempo do produtor e aumentar a eficiência para maximizar o rendimento das plantas. Os sistemas automatizados funcionam apenas conforme programado, portanto, se você não estiver presente para monitorar as necessidades de mudança da planta, antecipe algum sofrimento. Lembre-se de que o importante é complementar, e não substituir, um atendimento de qualidade.

Além da instalação inicial e fazer check-in ocasional para monitorizar a saúde das suas plantas, uma sala de cultivo automatizada pode ajudar a garantir o resultado com o mínimo de esforço de sua parte. Uma sala de cultivo automatizada pode manter um ambiente controlado, enquanto reduz problemas e economiza tempo, mas não substitui uma qualidade inerente do toque humano. Ambos combinados, no entanto, podem deixar você com bastante tempo e paz de espírito sabendo que suas plantas estão sendo cuidadas quando você não pode.

Simplificando, um jardim automatizado emprega uma combinação de parâmetros atribuídos pelo usuário, enquanto opera e controla o processo de cultivo usando métodos altamente automáticos, como dispositivos eletrônicos ou mecânicos, o que reduz muito a necessidade de interação humana.

Alguns meios de automação comuns incluem temporizadores, drivers de temperatura ou umidade e monitores de CO2, sendo o método mais básico um temporizador para controlar a iluminação. Como acontece com qualquer tecnologia, uma automação da sala de cultivo está em fluxo constante, sempre mudando e evoluindo, portanto, há continuamente novos gadgets, aplicativos para smartphones e maneiras de verificar suas plantas sem ter que estar presente.

Mas vamos primeiro ao básico, o essencial de que você precisa para começar:

Controle automatizado de climatização da sala de cultivo

O mais comum dos controladores de automação, este termo genérico cobre três fatores: umidade, temperatura e CO2.

Um controlador de clima (ou controlador atmosférico) permitirá que você crie um ambiente adequado às necessidades das plantas, o que é obtido mantendo o CO2 em níveis ideais e mantendo os níveis de umidade e temperatura. Os produtores com climas ou atmosferas totalmente automatizados podem antecipar rendimentos maiores e um crescimento mais rápido graças às condições ambientais compatíveis.

Os iniciantes podem começar com um controlador de termostato / umidistato, que permite ao produtor controlar vários dispositivos, como ventiladores, ar condicionado, desumidificador, etc. conectando-os a um único controlador.

A ventilação adequada é um dos principais elementos do cultivo que, se negligenciado, pode arruinar seu investimento. Se suas plantas sofrem com a ventilação insuficiente devido à estagnação do ar em toda a sala de cultivo, as plantas podem consumir todo o CO2 em questão de horas. A sala deve incluir ventiladores para circular o ar, junto com o ar fresco ventilado para evitar zonas mortas sem CO2 que podem se formar ao redor das folhas.

No entanto, a ventilação não é necessária quando a iluminação está desligada e os ventiladores de entrada devem ser desligados, embora você ainda possa ligá-los ou ventiladores de exaustão para controlar a temperatura. Os ventiladores podem ser controlados manualmente, usando um temporizador, controlador de ventilador ou controlador de clima multifuncional que também controla a umidade e a temperatura (mais sobre isso mais tarde).

Os produtores que desejam adicionar CO2 podem combinar vários controladores atmosféricos ou comprar um controlador completo, geralmente conhecido como cérebro, que controla o tempo de luz, temperatura, umidade e controle de CO2. Para evitar o desperdício de dióxido de carbono, a automação é um fator chave para aumentar os níveis da sala. Os controladores projetados para aumentar os níveis de CO2 da sala desligarão ou reduzirão os ventiladores de exaustão automaticamente enquanto o dispositivo estiver em uso.

Um feixe infravermelho varre o ar da sala e, quando os parâmetros especificados não são atendidos, o dispositivo de controle envia energia para o gerador ou tanque de CO2, adicionando dióxido de carbono ao jardim. Os controladores também podem desligar automaticamente durante o ciclo escuro do jardim, pois são equipados com uma fotocélula. Também é fundamental que o produtor possa definir a temperatura exata do ambiente, pois a temperatura ideal de funcionamento de um ambiente interno de cultivo aumenta ligeiramente com níveis mais altos de CO2.

Nutrientes de cultivo automatizado

Para aqueles que já têm a automação atmosférica bloqueada e desejam ainda mais alívio das tarefas diárias de cultivo dentro de casa, adicionar a automação do reservatório de nutrientes é o próximo passo lógico. Um reservatório de nutrientes mantido manualmente pode consumir muito tempo e está sujeito a erros devido à composição da água e às flutuações de pH e CE.

Manter um equilíbrio ideal de nutrientes é vital para a saúde e vitalidade das plantas, o que leva a colheitas mais fortes e abundantes e a plantas menos suscetíveis a pragas e doenças. Consistência aqui é a chave, já que a zona raiz oferece suporte e incentiva a vida.

Para um sistema de reservatório de nutrientes automatizado que precisa de manutenção mínima, um produtor deve usar o seguinte conectado à fonte de água: um resfriador / aquecedor de água, dosador automático de nutrientes, ajustador automático de pH e uma válvula de desligamento automática. Desta forma, o produtor pode definir os parâmetros de temperatura, concentração de nutrientes e pH da solução nutritiva.

Combinados apropriadamente, o controle do clima e a automação do reservatório de nutrientes podem fornecer um ambiente de cultivo ideal que pode ser ajustado para atender às necessidades das plantas. Mas sempre há algo ainda maior e pior por aí, o que nos leva à próxima seção.

Técnicas de automação tudo-em-um para salas de cultivo

O controlador mais avançado é um controlador multifuncional de sala de cultivo, também conhecido como um cérebro. Esses mega-gadgets podem monitorar e controlar simultaneamente todos os tipos de parâmetros de crescimento e existem até modelos com registradores de dados de longo prazo e recursos gráficos. Você pode monitorar várias salas de cultivo usando um único cérebro e receber alertas quando algo está errado, de qualquer lugar do mundo usando um computador ou smartphone.

Ao automatizar sistemas na sala de cultivo, é fácil se deixar levar pela emoção da tecnologia e escorregar no básico, como cuidar das plantas regularmente e garantir que seus sistemas estejam em ótima forma. Aqui estão algumas coisas a serem lembradas:

  • Inspecione suas plantas quanto à saúde geral e níveis de umidade pelo menos uma vez por semana, se possível
  • Procure por pragas ou doenças
  • Apare e limpe a folhagem conforme necessário
  • Jogue e substitua todas as plantas mortas ou morrendo
  • Substitua todas as peças de irrigação quebradas
  • Verifique os níveis do tanque de água e reabasteça conforme necessário
  • Adicione fertilizante ao sistema de irrigação conforme necessário
  • Inspecione bombas e temporizadores, limpe os filtros semanalmente

Bons cultivos ;)

Gostou deste artigo? Separamos alguns artigos que lhe podem interessar: