Blog

Biopromotores na Hidroponia

Biopromotores na Hidroponia

As substâncias biopromotoras são caracterizadas por seu potencial efeito na melhoria nas fases de crescimento, floração e frutificação de hortaliças, quando aplicadas via foliar ou via solução nutritiva.

O uso destas substâncias em hidroponia vem gradativamente crescendo no decorrer dos anos, por um lado pela maior disponibilização no mercado e por outro, pela verificação de seus efeitos benéficos no cultivo de hortaliças em sistemas hidropônicos.

Assim, este artigo objetiva debater a importância do uso de biopromotores em hidroponia, de folhosas assim como de frutíferas.

hidroponia brasil

Os biopromotores, dentre os quais pode-se destacar os aminoácidos, apresentam entre outras funções interação com a nutrição das plantas, aumentando a eficiência na absorção, transporte e assimilação dos nutrientes. Por exemplo, a quelação de cátions com aminoácidos gera moléculas sem cargas, maximizando a absorção de micronutrientes catiônicos, como o ferro, cobre, manganês e zinco.

Os aminoácidos também são caracterizados como moléculas “antiestressantes”, que induzem a síntese de hormônios nas hortaliças, além de promoverem a tolerância a estresse, como o excesso de calor em regiões quentes.

A aplicação de aminoácidos (ácidos húmicos e fúlvicos, dentre outros) tem demonstrado efeitos significativos no crescimento da alface hidropônica, por exemplo, sendo que a sua aplicação se dar via solução nutritiva. Seus efeitos benéficos são relacionados a um maior equilíbrio nutricional das plantas, com efeitos direto na resistência ao ataque das pragas e doenças.

Por outro lado, a ação quelatante destes produtos melhoram a absorção dos nutrientes pelas plantas, garantindo uma menor competição iônica na rizosfera das plantas crescidas em solução nutritiva.

Vale destacar que ao se aplicar os aminoácidos nas plantas, via solução nutritiva, objetiva-se a redução dos efeitos dos estresses bióticos, relacionados ao ataque de pragas e doenças, por exemplo, e abióticos, como desordens nutricionais (deficiência de cálcio e boro) e climáticas (efeito deletério por excesso de temperatura).

Ao se avaliar a aplicação de quelatos a base de aminoácidos em hidroponia, pode-se destacar que a formação de cátions + aminoácidos aumenta a capacidade de circulação de nutrientes nas plantas, melhorando o transporte (translocação) de nutrientes pouco móveis, como o cálcio e o boro.

Tal fato é importante pois esta melhoria confere uma maior firmeza aos frutos de tomateiro e morangueiro, por exemplo, melhorando o pós-colheita destes, o que se traduz na melhoria da qualidade de frutos, uma variável cada vez mais importante para a produção hidropônica.

hidroponia brasil

As principais fontes de aminoácidos são oriundas de ácidos de cadeias curtas, e estão na natureza de forma abundante. Destes destacam-se os ácidos fúlvico e húmico. Ressalta-se ainda que por ser um produto de “acabamento”, o conhecimento da época de aplicação é de extrema importância que, uma vez adotado para melhorar o fluxo de cálcio e boro na planta, recomenda-se a adoção no estádio de floração. Este manejo induzirá a uma melhoria significativa da polinização e pegamento dos frutos.

Quanto a parte de viabilidade econômica, o custo estimado para a aplicação de 1000 L de solução nutritiva é entre R$ 12,00 a 15,00 com a recomendação de aplicação semanal, no início da frutificação. Assim os benefícios da aplicação de biopromotores superam os custos, tendo uma ótima relação custo-benefício.

Mediante o exposto, esperamos que com este artigo que o tema seja relevante para a adoção de técnicas e tecnologias que aumentem potencialmente a qualidade de sua produção.

Gostou deste artigo? Separamos alguns artigos que lhe podem interessar: